CARRO: COMPRAR OU NÃO?

Ter um carro é o sonho da maioria dos brasileiros. Afinal, ter um veículo na garagem pode significar para muitos, independência, liberdade (principalmente em relação ao transporte público) e até mesmo status.

Mas, nem tudo são flores: devemos frisar o fato de que o Brasil é um dos países que possui os carros mais caros do mundo, além do alto preço para mantê-lo também.

Muitos veículos considerados “populares” custam aqui o mesmo valor que um sedã médio em países mais desenvolvidos, se converter para a moeda local.

Porém, muitos veem a necessidade de ter um veículo principalmente pelo fato de que o transporte público em nosso país é relativamente precário, onde problemas mecânicos ocorrem com frequência, além da falta de transporte suficiente para todos, prejudicando os usuários de uma maneira geral.

Mas a grande questão aqui é que estamos juntos trilhando um caminho de liberdade financeira, sendo assim, minha pergunta é:

Como podemos conciliar a compra de algo que nos dará muito custo com o nosso propósito de ter Liberdade em nossas finanças?

Acredite, carro é um passivo e nós corremos da aquisição de passivos. Correto?

 

Comprar ou não comprar carro?

 

Se você está em dúvida se deve comprar ou não comprar carro, existem pontos importantes a serem colocados na balança, como por exemplo:

 

– Eu preciso de um carro para trabalhar ou só para momentos de lazer?

Neste caso, se for utilizado para trabalho, devem ser levados em conta se o seu salário é compatível para não só pagar a compra do veículo, como também para sustentá-lo para colocar combustível, se terá de pagar estacionamento no período do trabalho, se a renda é suficiente para pagar o IPVA, seguro obrigatório, licenciamento, seguro e muito mais.

Se a escolha for para os finais de semana, em momentos de lazer e viagens, é preciso refletir se realmente compensa ter um carro parado a semana toda para utilizá-lo somente nesses dias específicos.

Ele terá um lugar para ficar guardado durante todos esses dias? Afinal, deixar o carro a semana toda na rua, principalmente nas grandes cidades, só dá a oportunidade de ele ser furtado e/ou sofrer com riscos, amassados e até roubo de peças.

– Quantas pessoas serão beneficiadas com a compra deste veículo?

Se a família estiver crescendo, onde será necessário levar carrinho de bebê, malas ou até mesmo transportar idosos que possuem algumas limitações, o carro pode sim, se transformar em algo necessário para garantir a facilidade tanto dessas pessoas quanto do motorista.

– Eu tenho dinheiro para bancar o seguro do carro?

Poucos se lembram deste detalhe tão importante na hora de comprar um carro. Em um país tão violento e com índice de roubo tão alto como o nosso, adquirir um veículo e não fazer seguro é quase que uma loucura.

Faça as contas, orce quanto poderá sair o seguro do carro que você deseja comprar. Os mais populares podem ser bem mais caros do que se imagina.

– Ter um carro para facilitar a minha vida ou só para me mostrar?

Como dissemos lá no começo, muitos consideram a ideia de ter um carro única e exclusivamente por status.

Mas não é assim que funciona. Ao ter um carro, você terá de abrir mão de diversas coisas justamente porque seus gastos serão maiores, graças a essa compra.

Então, é importante pensar bem antes de tomar qualquer atitude. Comprar ou não comprar carro trata-se de uma decisão importante em sua vida.

Minha humilde opinião: se for por um status, para satisfazer seu ego ou ainda preencher seu emocional pense melhor, pode não ser o tempo.

Abraços!

ss-blog

Comentários

Leave A Response

* Denotes Required Field