Um método para ser feliz!!!

Tempo de leitura: 11 minutos

Antes de qualquer coisa preciso dizer que se você não for uma pessoa comprometida com os resultados dificilmente vai conseguir alcançar algo em sua vida.

NÃO É FÁCIL, MAS ESTOU AQUI PARA LHE AJUDAR.

Não sei em que nível sua vida está, a única coisa que sei por experiência própria é que quando estamos na pior nada parece ajudar, nossos pensamentos ficam embaralhados, ficamos sem saber o que fazer e como fazer. Ei, não espere chegar no fundo do posso para tomar uma decisão de mudança, mas se você já chegou, fique calmo e tome as decisões corretas para sair o mais breve possível. 30 dias está bom para você?
Lembra que eu comecei falando sobre comprometimento? Então, vou precisar que você se emprenhe o máximo possível. Pronto? Vamos lá!

Passo 1: Pare Agora de Ficar Dando um Jeitinho Em Tudo

Sendo muito franca, eu desconfio de tudo o que é fácil demais e desconfio de pessoas que vivem dando jeitinho pra tudo na vida.
Se você realmente deseja mudança precisa saber que essa prática DEVE ser banida já.
Não há atalhos para se ter uma vida bem-sucedida, não existe mágica para isso.
Não há jeitinho rápido.
Talvez você esteja preocupado em resolver os seus problemas de uma vida inteira com apenas um jeitinho e não é assim que acontece.

Por favor, se você acredita que apenas com “jeitinho brasileiro” você pode resolver sua vida, peço que pare sua leitura por aqui.

Você precisa nesse momento criar novos hábitos, pois apenas assim você vai conseguir criar processos e segui-los. Não vai adiantar você sair por aí fazendo um monte de coisas de qualquer forma, isso não trará resultados.
Quando você cria um processo significa que você tem foco. O processo serve para sistematizar ações com foco.
Um processo é repetitivo. Significa agir incontáveis vezes e fazer ajustes ao longo do caminho.
Quando você estabelece um processo, ele logo se torna um habito.
Logo este hábito integra o processo à sua mente como algo automático, instintivo e quase subconsciente. Sabe o que isso significa? Que os resultados não serão temporários.
Você está entendendo porque pegar um atalho não é o mais indicado? Eles são temporários, são curtos, mas não duram.
Estamos falando de resultados para o resto da sua vida. Estamos falando de hábitos que faram de você uma pessoa melhor em TUDO.
ALGUMAS PESSOAS QUEREM MUDAR, MAS NÃO QUEREM SE COMPROMETER COM O PROCESSO DA MUDANÇA. NÃO FUNCIONA!
Você já viu alguém que diz: vou começar a guardar dinheiro para um futuro mais aconchegante, mais confortável? Aí basta a pessoa pegar seu salário que ela gasta até o último centavo que possui, o pior é que ela não para por aí, ela começa a comprometer o salário do mês seguinte e ou outro, e o outro, e por aí vai.
Essa pessoa sabe que não pode gastar, que não pode ainda manter o estilo de vida que gostaria e que de fato precisa economizar, mas ela acha mais fácil gastar, pedir empréstimos, pedir dinheiro a parentes, amigos, usar cartões de créditos até não conseguir mais.
Quando nessas circunstancia a pessoa cria um processo ela consegue controlar seu ímpeto de gastar desenfreadamente, ela começa a pagar as dívidas, ela começa a perceber que não precisa sair para jantar fora todo final de semana, ela percebe que se não gastar tanto vai conseguir guardar ao menos 20% do seu salário e fazer um bom investimento.
Percebeu que se ela criar um processo, logo ele se torna um habito e essa pessoa deixa de ser uma consumista e passa a ser mais equilibrada com suas finanças e consequentemente mais feliz?
Mas e se ao contrário disso essa pessoa não cria um processo, apenas pega um atalho, dá um jeitinho… ela pega um mega empréstimo, paga suas dívidas e em pouquíssimo tempo lá está ela outra vez afundada nas dívidas e ainda pagando (ou não) um empréstimo que acabou virando outra dor de cabeça.
Consegue perceber a diferença entre um “jeitinho” e uma mudança verdadeira?
Você precisa de:

Ação focada → Comprometimento e Repetição → Hábito → Estilo de Vida.

Passo 2: Você precisa saber o que realmente quer

  • Como você se ver daqui um ano?
  • O que você vai estar comemorando?
  • Conseguiu terminar a faculdade? O curso de especialização? O Inglês?
  • Você comprou a casa dos seus sonhos?
  • Você queria perder 10 quilos, e aí?
  • Você queria começar um negócio próprio, começou?

Identifique exatamente o que você quer sentir neste momento e visualize você lá.
Se você não sabe para onde você quer ir, você não sabe qual estrada o levará para o destino final.

Passo 3: Transforme Seu objetivo Em Algo Mensurável

Agora que você já sabe o que quer sentir daqui um ano, torne este isso mensurável.

Se “perder peso” é o seu objetivo, ele deve ser traduzido em “perder 10 quilos”.
Da mesma forma, se seu objetivo é começar um negócio próprio, você precisaria identificar um número para isso (faturamento, lucro, quantidade de clientes…).
Transformar sua mudança em algo mensurável é muito importante, pois progressos subjetivos não podem ser medidos.
Se você não consegue medir o progresso do seu objetivo, ele não é real. Ele não se tornará um hábito e muito menos um estilo de vida.

Passo 4: Transforme o objetivo final em pequenas tarefas diárias

Após identificar e quantificar o que você quer alcançar, quebre esta conquista em pequenas tarefas diárias ou, no máximo, semanais. Isso deixará seus objetivos mais fáceis de serem atingidos.
Que rotina diária fará com que você alcance seu objetivo?
Por exemplo, se você quer comprar o imóvel dos seus sonhos, você precisará diariamente controlar seus gastos para, no final do mês, investir exatamente o montante que havia planejado poupar.
Se seu objetivo é perder 10 quilos, seu foco diário é se exercitar por 30 minutos e/ou retirar o açúcar e carboidratos de alto índice glicêmico (pães, farinhas, doces…) da sua alimentação.
Quanto mais simples forem suas tarefas, mas simples será o caminho para executá-las e progredir diariamente em busca do seu objetivo.

Passo 5: Identifique O Que Pode Te Atrapalhar Nesse Novo Caminho

Você precisa saber que sempre que toma decisões erradas você colhe os frutos disso por longo tempo.
Se você está endividado agora, a culpa é das más decisões que você tomou no passado.
Se você está acima do peso agora, a culpa é das más decisões que você tomou no passado.
Se você precisa continuar trabalhando num lugar que você odeia agora, a culpa é das más decisões que você tomou no passado.
Se você está decidido a mudar a sua vida, você precisa identificar logo quais atitudes podem te atrapalhar ou impedir que isso aconteça.
Que coisas você precisa parar de fazer para alcançar seus maiores objetivos agora?
O sucesso está muito mais relacionado a parar de fazer versus começar a fazer.
O que você anda fazendo?
Quanto tempo você perde na internet com coisas que não trazem nenhum benefício?
Quanto tempo você perde com aquela pessoa que só sabe falar mal dos outros?
Você está pulando de uma ideia para outra sem ter um plano de ação?

Você realmente precisa desse carro agora só para provar que você é alguém que ainda não é?
Você está se apegando a crenças limitantes (“Não tenho dinheiro! ”, “Não tenho tempo! ”, “Não tenho conhecimento! ”) Que te impedem de fazer a mudança?
Essa é a parte mais difícil desse processo de mudança, mas você precisa decidir agora que vai seguir adiante.
Tudo se resume a uma coisa: suas escolhas.
Faça uma coisa por vez, a cada dia tente algo novo
Quais são suas escolhas?
Quais os maus hábitos?
No final das contas, se você não tem o que você quer, é por causa de uma única coisa: você simplesmente não está fazendo o sacrifício necessário. Você está escolhendo ações não relacionadas com seu objetivo.

Passo 6: Identifique onde as ameaças são vencidas e perdidas

Você precisa lutar contra o gigante certo
Se você apenas soubesse onde e como lutar, você teria pelo menos uma chance de criar a mudança que você quer.
Por exemplo, se você quer começar a guardar dinheiro, você tem que identificar onde a batalha é vencida e onde ela é perdida.
A maioria das pessoas pensa que a batalha é vencida no shopping.
Assim que você entra no shopping, a batalha começa:
“Não compre aquele sapato! Escolha um mais barato! ”
“Olhe aquela camisa! Eu posso comprar apenas uma? Não, não posso! ”
“Eu adoraria comprar aquela bolsa… mas eu não devo. ”
Se você pensa assim, já está derrotado.
A guerra que você está lutando não é contra o shopping. Ela deve ser lutada em casa.
Você pode sair de casa sem levar um cartão de crédito, por exemplo.
Já experimentou a apenas assistir a um bom filme e voltar para casa?
Você está lutando com as mãos enquanto seu inimigo está com uma metralhadora.

Uma vez identificados seus campos de batalha, seus maus hábitos estão prontos para serem atacados.
Então como atacá-los?
Faça com que seus maus hábitos sejam realmente dolorosos para serem mantidos. Torne-os inconvenientes.
No exemplo do shopping, se você tiver ganho a guerra em casa, você agora criou um grande problema para seu mau hábito.
Se você quiser comprar um sapato, agora você terá que criar um pote financeiro para isso. (Eu Explico mais sobre o pote financeiro em outro artigo).
Se você está querendo sair das dívidas com cartões de crédito, simplesmente quebre-os ou pelo menos tire-os da carteira e guarde numa gaveta em casa.
Toda vez que você quiser comprar algo quando estiver na rua, terá que voltar em casa, pegar seu cartão, enfrentar o trânsito até voltar ao estabelecimento, e só então efetuar a compra.
Nada muito conveniente, não é verdade?

Passo 7: Tenha Seu Progresso Escrito de Forma a Visualiza-lo Sempre

Para cada novo projeto ou objetivo que pretendo alcançar, costumo fazer uma lista de tarefas que devem ser executadas até que o objetivo seja alcançado.
Faça também uma lista ou planilha com cada uma das tarefas que fazem parte da sua rotina diária.
A cada dia que você cumprir estas etapas, marque-as como feitas, seja riscando ou colocando um X.
Eu amo papel, então prefiro por meio físico mesmo, na verdade é o mais indicado por alguns especialistas (quadro na parede, por exemplo), pois a visualização diária do progresso incentiva a execução das tarefas.
O objetivo desta habito é criar um mapa mental de suas tarefas executadas para então formar o processo.
Quanto mais simples estiverem suas tarefas (desde que focadas no objetivo principal), mas fácil de colocá-las em prática diariamente.
Se você conseguir finalizar diariamente pelo menos uma tarefa de cada mudança que você pretende alcançar, você vai experimentar a melhoria contínua.
Após alguns dias, você perceberá resultados incríveis.
Após um ano você vai perceber o quanto sua vida mudou!
Por essa razão, é importante que você tenha tarefas diárias para cada objetivo.
Crie metas e as faça o seu melhor para alcança-las.

 

Um desafio Para Você

 

Vamos Começar Por 30 dias?

Escolha um objetivo, quebre-o em várias tarefas diárias e veja como funciona para você.Você vai perceber que este desafio vai quebrar muitas crenças limitantes em sua vida.Nos primeiros dias não será fácil, com certeza não! Mas você vai perceber que em poucas semanas algumas desculpas vão simplesmente desaparecer da sua vida. Algo como “Preciso desse sapato agora” não existira mais em seu vocabulário era simplesmente uma mentira que você contava para si mesmo.Então…

Quando você pode começar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *